Há algumas  décadas a odontologia não tinha muitas soluções para a reposição de dentes perdidos de forma mais estética e prática. A única solução para os pacientes edentados totais (sem dentes) era o uso de dentaduras, as quais são desconfortáveis e pouco estéticas.
Com o surgimento dos implantes os pacientes têm possibilidade de "substituir" o elemento dental por um implante que é inserido no osso e posteriormente feita uma prótese sobre o implante, se tornando a forma mais estética e saudável de reposição de um elemento dental.implantodontia

O que é um  Implante Dentário?

O Implante consiste na implantação na mandíbula e na maxila, de materiais aloplásticos ("parafusos") destinados a suportar próteses unitárias, parciais ou removiveis e próteses totais

O implante é feito a base de titânio.  Ao redor do titânio ocorre a osseointegração que é caracterizada pela formação de tecido ósseo que irá incorporar este material ao organismo. E, é extremamente importante, que o tecido ósseo mantenha-se preservado mesmo quanto o implante dentário seja submetido aos esforços mastigatórios.

A integração óssea deve-se a incapacidade do nosso organismo em detectar o titânio intra-ósseo; devido a suas características bio-inertes (ao se expor ao ar, a superfície do titânio se transforma em óxido de Ti), não acontece a formação de tecido fibroso em volta do implante, permitindo assim o crescimento ósseo ao redor do mesmo, estando em contato íntimo osso e implante.

Com a implantodontia são feitas desde reabilitações unitárias ate grandes reabilitações totais fixas ou removíveis.

Entre 3 e 6 meses após a instalação do implante de titânio pode ser iniciada a prótese sobre o implante. Um processo mais recente propõe a instalação rápida de dentes, chamada carga imediata.

A taxa de sucesso de casos de implante varia de 90 a 100%, dependendo da localização e da qualidade do osso onde o implante dentário é inserido.

Em alguns casos, onde temos uma deficiência na quantidade de osso para a colocação do implante, se faz necessária a reposição óssea, a qual chamamos de enxerto ósseo. Para isso podemos usar 3 tipos de osso.
- O osso removido do próprio corpo, de onde retiramos osso de outra áreas do corpo.
- O osso retirado de banco de ossos.
- Uso de osso sintético.

O uso de implantes tem crescido na atualidade, por ter se tornado mais acessível economicamente.
Venha fazer seu orçamento com o Dr. Rafael Costa, implantodontista da Clínica Orthoblue.
.

 
 
  Site Map